Vale do Cávado
Abertura
Mapa do Concelho
Mapa da Vila
Museus
Contatos
Início Região Concelhos Património Lazer Tradição Onde Comer Onde Dormir

Património Edificado

Igreja Velha: IIP, também conhecida como Igreja de S. Paio, terá sido edificada no séc. XVI, sobre um templo românico. Destaque para os frescos e a talha barroca dos altares laterais. Capela de Sto. António: edifício barroco, dos séculos XVII/XVIII, em Vila Verde. Citânia de São Julião: habitada desde finais da Idade do Bronze, em Ponte S. Vicente. Castro de Barbudo: povoado fortificado da Idade do Ferro, em Barbudo. Torre de Penegate (do séc. XIV, em Carreiras S. Miguel) e Torre de Oriz ou dos Coimbras (do séc. XIV, em Oriz Santa Marinha). Ambas classificadas Monumento de Interesse Público. Pelourinho de Moure: IIP, construído entre 1588 e 1609. Pontes Pedrinha (ou Ponte de Goães, construída na Idade Média e reedificada no séc. XVII. Em Goães) e de Rodas (medieval, entre Coucieiro e Caldelas). Casa de Carcavelos: IIP em Coucieiro, do séc. XVIII. Na Vila de Prado destacam-se a Ponte do Prado (o aspeto arquitetónico atual remonta ao séc. XVII, data da sua reconstrução. A construção original deverá ser da Idade Média, mas há evidências de que existisse já no tempo dos Romanos), o Pelourinho (IIP, do séc. XVI), a Casa da Botica (IIP, do séc. AVIII) e a Capela de Santiago de Francelos (provável construção do séc. XVII). Em Soutelo, destaque para o Pelourinho de Larim (IIP, construído provavelmente no séc. XVI), a Casa da Torre (solar barroco do séc. XVIII), o Santuário do Alívio (a sua construção iniciou-se em finais do séc. XVIII e prolongou-se até ao séc. XX) e a Igreja Paroquial e conjunto escultórico (de estilo barroco, do séc. XVIII, construída em substituição de um templo anterior). Em Cervães, destacam-se o Santuário do Bom Despacho (de meados do séc. XVII, constituído pela Igreja, a sacristia, o edifício anexo, as capelas dos Passos e o espaço com forma retangular onde existe uma via-sacra e oliveiras), o Cruzeiro (IIP, com uma cruz manuelina, provavelmente do séc. XVI) e a Torre e Casa de Gomariz (solar de planta retangular, do séc. XVI). Igreja Românica de Coucieiro: do séc. XII, o interior foi alterado no séc. XIX. Igreja Matriz de Pedregais: de traço românico e data de edificação desconhecida. Igreja Matriz de Aboim da Nóbrega: templo maneirista do séc. XVI, remodelado ao longo dos séculos. Destaca-se o rico teto em caixotões, do séc. XVII. Igreja de Oriz Sta. Marinha: construção provável do séc. XVIII, evidencia-se o estilo barroco nacional, de influência joanina. Igreja de Pico de Regalados: reconstruída em 1756, é um bom exemplo do barroco. Destaque para o retábulo do altar-mor, a talha dos altares laterais e o órgão de tubos setecentista. Igreja do Divino Salvador (de construção anterior à fundação do Reino de Portugal; dessa época resta apenas a capela-mor) e Igreja de Santo António de Mixões da Serra (inaugurada em 1952. A atual construção veio substituir a primeira capela, datada do séc. XVII): ambas em Valdreu. Fonte e Lenda de Dente Santo: associada às lendas de um dente milagreiro, em Aboim da Nóbrega. Fojo do Lobo: em Gondomar, é um dos maiores da Península Ibérica, com uma extensão de muralha de cerca de dois quilómetros.

 

Receba
as novidades
no seu e-mail
nome:
e-mail:
Vale do Minho Vale do Lima Vale do Cávado Vale do Ave e Terras de Basto
Contactos | Mapa do site
Copyright © 2008 A Nossa Terra. Todos os Direitos Reservados Desenvolvido por: Direnor