Vale do Minho
Abertura
Mapa do Concelho
Mapa da Vila
Museus
Contatos
Início Região Concelhos Património Lazer Tradição Onde Comer Onde Dormir

Património Edificado

 

Castelo de Vila Nova de Cerveira: MN, surgiu por volta de 1320. No seu interior destaque para a Igreja da misericórdia, edifício dos antigos Paços do Concelho e o Pelourinho. Fortim da Atalaia: IIP, é a mais pequena das fortificações que constituíram o conjunto defensivo de V.N. de Cerveira. Terreiro: principal praça da vila, antigo local da feira e centro da atividade económica. Rua César Maldonado e Rua Queiroz Ribeiro: ruas cujo traçado remonta ao séc. XVI e onde atualmente se concentra o comércio tradicional. Igreja Matriz: data do séc. XIII e é dedicada a S. Cipriano, padroeiro de V.N. de Cerveira. Igreja da Misericórdia: a sua existência data à criação da Santa Casa da Misericórdia que, da veneração pelo Senhor Ecce-Homo, mandou construir um altar em inícios do séc. XVII. Capela de N. Sra. da Ajuda: sobre a Porta da Vila foi construído, por volta de 1650, um pequeno templo, a condizer com a arquitetura da época, com o teto apainelado a apresentar pinturas alegóricas à padroeira. Capela de S. Roque: templo reedificado em 1564, dedicado a S. Roque, um dos santos que protegiam da peste. Solar dos Castros: IIP, construído no séc. XVII, acolhe atualmente a Biblioteca Municipal. Casa Verde: imponente construção apalaçada, do final do séc. XIX de estilo brasileiro, a fachada exterior está coberta por azulejos de tonalidade esverdeada. Pelourinho de Vila Nova de Cerveira: MN, construção de 1574, símbolo de jurisdição municipal. Fonte da Vila: local onde, até ao aparecimento da água canalizada, a população se vinha abastecer. Antigo Hospital: o corpo principal do edifício data dos inícios do séc. XVIII. Trata-se de uma construção apalaçada, de modelo neoclássico.

 

Complexo Mineiro do Couço do Monte Furado: IIP, na freguesia de Covas, esta mina terá sido explorada no período romano. Colina de Lovelhe: os vestígios dos primeiros habitantes nesta região datam da Idade do Ferro. Área de extrema importância estratégica aquando das invasões francesas. Aqui situa-se o Forte de Lovelhe: é produto de engenharia militar da época, foi construído entre 1660 e 1662 sob a direção do Mestre de Campo General D. Francisco de Azevedo. Convento de S. Paio: situado em Loivo e fundado em 1392 por Frei Gonçalo Marinho é a sede da Fundação Convento de S. Paio e galeria de arte dos trabalhos e coleções do Mestre José Rodrigues. Igreja Românica de Reboreda: templo reconstruído no séc. XVI, com vestígios românicos presentes em algumas partes do edifício. Igreja Paroquial de Gondarém: construída no séc. XVI em estilo manuelino é composta por três naves tendo uma capela-mor em ogiva com cruzamento de abobada. Pelourinho de Nogueira (MN) e Capela de S. Sebastião (a construção desta capela data de finais do séc. XVII e inícios do séc. XVIII, pela guarnição militar que se abrigava no interior do castelo): ambos Nogueira. Capela de Santa Luzia: IIP, em Campos, terá sido construída sobre um templo romano, tendo o atual edifício vestígios de várias épocas. Casa do Carboal: solar do séc. XVII, bela amostra do estilo chão, na freguesia de Covas. Solar da Loureira: residência senhorial do séc. XVIII, ao estilo barroco, na freguesia de Gondarém. Pietá (escultura em granito do séc. XVIII) e Torre do Relógio (mandada construir por Manuel José Lebrão): ambas em Sopo.

 

Receba
as novidades
no seu e-mail
nome:
e-mail:
Vale do Minho Vale do Lima Vale do Cávado Vale do Ave e Terras de Basto
Contactos | Mapa do site
Copyright © 2008 A Nossa Terra. Todos os Direitos Reservados Desenvolvido por: Direnor