Vale do Ave e Terras de Basto
Abertura
Mapa do Concelho
Mapa da Cidade
Património
Museus
Contatos
Abação (São Tomé)
Airão São João
Airão Santa Maria
Aldão
Arosa
Atães
Azurém
Balazar
Barco
Briteiros Salvador
Briteiros Santa Leocádia
Briteiros Santo Estêvão
Brito
Caldelas (Caldas das Taipas)
Calvos
Candoso São Martinho
Candoso Santiago
Castelões
Conde
Corvite
Costa
Creixomil
Donim
Fermentões
Figueiredo
Gandarela
Gémeos
Gominhães
Gonça
Gondar
Gondomar
Guardizela
Infantas
Leitões
Longos
Lordelo
Mascotelos
Mesão Frio
Moreira de Cónegos
Nespereira
Oleiros
Oliveira do Castelo
Pencelo
Pinheiro
Polvoreira
Ponte
Prazins Santa Eufémia
Prazins Santo Tirso
Rendufe
Ronfe
Sande São Clemente
Sande São Lourenço
Sande São Martinho
Sande Vila Nova
São Faustino
São Paio
São Sebastião
São Torcato
Selho São Cristóvão
Selho S. Lourenço
Serzedelo
Serzedo
Silvares
Souto São Salvador
Souto Santa Maria
Tabuadelo
Urgezes
Vermil
Início Região Concelhos Património Lazer Tradição Onde Comer Onde Dormir
 
SELHO SÃO JORGE (Pevidém)
 
Memória Descritiva dos Símbolos Heráldicos
Cômoro – Representa um monte existente na freguesia denominado “Monte da Santa”, ao qual está associado a uma lenda.
Burelas ondadas – Simbolizam o rio Ave e o seu afluente – o Selho.
Espigas de trigo - Representam a tradição agrícola.
Dragão – Está relacionado com orago da freguesia, São Jorge, que terá travado um combate, ferindo de morte o animal representado.
 
Caracterização
A freguesia de Selho São Jorge está localizada entre os rios Selho e Ave, distando 6 quilómetros para oeste da cidade de Guimarães, sua sede de concelho. Elevada a vila em 21 de Junho de 1995, a freguesia de Selho São Jorge passou a ser denominada por Vila de Pevidém, nome que lhe foi atribuído no século XX e que provém de um lugar ali existente, onde vivera um casal na “Casa do Pevidém”. A sua actividade económica centra-se essencialmente na indústria, nomeadamente no sector têxtil, sendo que também existe alguma actividade nos sectores dos serviços e comércio. Muito dinâmica não só no plano laboral como também social e cultural, em Pevidém há um papel muito activo em relação ao folclore e às romarias e festividades. As associações existentes são em grande número e todos estes factores permitem a esta localidade assumir-se como parte integrante do espectro urbano do município vimaranense. Esta freguesia possui actualmente também um Parque de Lazer, junto à margem do rio Selho e a Praça Francisco Inácio, dois locais de excelência para os seus habitantes e visitantes desfrutarem de momentos recreativos e de lazer.
 
Síntese Histórica
As origens de Selho São Jorge podem ser observadas no Monte da Santa, onde existem muralhas e machados de pedra polida que remontam à era do Neolítico. A este monte foram atribuídos dois nomes: Monte da Senhora e Monte da Santa. O primeiro remete para uma lenda que refere, que as covas existentes num penedo situado no cimo do monte foram feitas pelas pegadas da jumenta que transportou Nossa Senhora. O segundo nome tem origem na imagem de Santa Anastácia que ali terá sido desenterrada. Os primeiros indícios da existência da freguesia são também identificados em escritos do século XI, que dão conta que o Mosteiro de Guimarães possuía bens no território de Selho São Jorge. Nas Inquirições ordenadas por D. Afonso II, em 1220, a freguesia denominava-se “de Sancto Georgio de inter Avem e Selium”. Nas Inquirições de 1301, “S. Jurge de Negrelos” é o título da freguesia, e em 1308 denominava-se “Sam Jurgo de Amtre Ave e Selho”.
 
Património Cultural Imóvel
Igreja Matriz, Igreja de São Miguel do Paraíso, Capela de São Brás, Casa da Portela (com Capela), Cruzeiro, Casa de Fundo de Vila, Coreto e Alminhas: Burgo, Senhor do Crasto, Senhor dos Perigos e Santo António.
 
Eventos
Carnaval - Desfile, Festival Internacional de Folclore (Julho), Desfolhada (Outubro) e Festas da Vila (Abril).
 
Padroeiro/Festividades
São Jorge (Padroeiro – 23 de Abril), São Brás (Fevereiro) e Nossa Senhora do Leite do Paraíso (Agosto).
 
Locais de Interesse Turístico
Parque de Lazer e Margem do Rio Selho.
 
Filhos Ilustres da Terra
Francisco Inácio da Cunha Guimarães - Industrial e Benemérito (1864-1947)
Albano Martins Coelho Lima - Industrial (Coelima) (1892-1979)
D. Guilherme Augusto - Bispo de Angra do Heroísmo (1877-1970)
José Gonçalves - Padre e Empresário (1874-1953)
Manuel José Teixeira de Melo - Médico, muito ligado ao associativismo local, foi criada uma fundação com o seu nome (1905-1996)
João de Castro - Farmacêutico ligado ao associativismo local (1917-1980)
João Pereira Fernandes - Industrial e Regedor da Freguesia (1902-1989)
 
Freguesia em Números
Área (i): 522,33ha
Abastecimento de Água - Rede Pública (ii): 98%
Saneamento Básico (ii): 98%
Iluminação Pública (ii): 98%
Transportes (ii): TUG e Arriva
Habitantes (iii): 5625 (H-2723 M-2902)
Eleitores (iv): 5148 (H-2488 M-2660)
Alojamento (iii): 2328                           Famílias (iii): 1951
Faixas Etárias (iii): 0/14-900 15/24-618 25/64-3331 65 ou mais-776
Habilitações (iii): Nenhuma-956 Básico-3540 Secundário-776 Superior-353
[Fontes: i. Câmara Municipal Guimarães; ii. Junta Freguesia; iii. INE Censos 2011; iv. DGAI]
 
Equipamento e Serviço Social
Sede da Junta de Freguesia (com Gabinete de Atendimento GNR – semanalmente), Creches (2), Jardins de Infância (3), Centro Escolar com Escola Básica do 1º Ciclo, Escola Básica 2/3 (com Gimnodesportivo e Cantina Escolar), Polidesportivo, Campo de Futebol, Gimnodesportivo, Unidade de Saúde Familiar, Pólo da Biblioteca Pública, Espaço Cultural, Lares para Idosos (2), Salão Paroquial, Centro Infantil (com Cantina Social), Capela Mortuária e Apoio Domiciliário (Centro Social de Brito e Selho S. Cristóvão).
 
Serviços
Turismo de Habitação, Estações de Serviço (3), Postos de Abastecimento de Combustíveis (4), Farmácias (2), Clínica AMI, Consultório Médico, Laboratório de Análises Clínicas, CTT, Banco e Multibanco.
 
Movimento Associativo
Associação Jovidém - Jovens de Pevidém
Telefone: 913 428 028    
Fundação: 2009    
Actividades: Culturais e recreativas
Associação Tokaki
Telefone: 927 807 670    
Fundação: 2010
Actividades: Orquestra de percussão (Bombos)
Clube Industrial de Pevidém
Telefone: 253 532 276    
Fundação: 1933
Actividades: Tiro com armas de caça
Corpo Nacional de Escutas – Agrupamento Nº 546
Telefone: 965 358 355    
Fundação: 1978    
Actividades: Escutismo
Grupo Coral Infantil e Juvenil de Pevidém
Telefone: 253 532 162    
Fundação: 1972    
Actividades: Cântico litúrgico
Grupo Desportivo de Pevidém
Telefone: 919 246 499     
Fundação: 1998    
Actividades: Pesca
Grupo Regional Folclórico e Agrícola de Pevidém
Telefone: 966 144 734     
Fundação: 1947    
Actividades: Folclore
Pevidém Sport Clube
Telefone: 253 417 232     
Fundação: 2006    
Actividades: Futebol
Sociedade Musical de Pevidém
Telefone: 912 683 733    
Fundação: 1894    
Actividades: Banda filarmónica
Fundada por Manuel Martins Coelho Lima e mais 16 músicos, a Sociedade Musical de Pevidém é uma das mais prestigiadas bandas musicais da realidade artística nacional. Fruto do empenho dos seus fundadores, esta instituição foi adquirindo o equipamento necessário à conveniente prática musical, sendo hoje, muitos os apreciadores e executores deste estilo musical. Actualmente, participam em concertos nacionais e internacionais, levando o bom nome desta vila a muitas regiões e países. Em Fevereiro de 2009, esta instituição viu o seu mérito reconhecido, ao ser considerada instituição de utilidade pública, “pelos relevantes serviços prestados à comunidade ao fomentar a cultura, através da Escola de Música, da Orquestra Juvenil e da Banda Musical, contribuindo para a elevação intelectual e artística dos seus sócios e da população em geral”.
 
Órgãos de Informação
Jornal “O Selho”
Propriedade/Editor: Eliseu Sampaio            
Fundação: 2012   
Telefone: 910 310 080                                  
Periodicidade: Mensal
Aqui Pevidém
Propriedade/Editor: Paróquia de São Jorge de Selho   Fundação: 1982
Telefone: 253 532 162                                  
Periodicidade: Mensal
 
Pároco
Serafim da Silva Ferreira    
Telefone: 253 532 162
                                                          
Junta de Freguesia
Morada: Praça Francisco Inácio S/N    4835-321 Selho São Jorge
Coordenadas GPS: N 41º 25’35.06” / W 8º 21’15.03”
Telefone: 253 531 824
Fax: 253 536 039
E-mail: geral@jfpevidem.com
Site: www.jfpevidem.com
Horário de Funcionamento: 2ª a 6ª feira 09h-12h/14h-17h/18h-20h
Presidente: Balbina Maria Pereira da Silva Dias Pimenta (4º mandato)
Secretário: João Alexandre Teixeira Marques
Tesoureiro: Manuel Francisco Lopes Pinto
 
Destaque
Indústria Têxtil
É muito antiga a tradição da indústria têxtil nesta zona e, até mesmo, na região norte portuguesa. Porém, no Concelho de Guimarães é a freguesia de Selho São Jorge que se destaca como uma das mais relevantes neste sector. Segundo o autor Armindo Cachada, “as primeiras oficinas de tecelagem ter-se-ão instalado, no decorrer da última década do século século XIX, ao longo dos cursos dos rios Ave e Selho (a fim de aproveitarem a energia hidráulica então utilizada). A Fábrica do Moinho do Buraco terá sido pioneira na industrialização local, mediante a instalação dos seus 720 fusos. Muito danificada por uma enorme cheia ocorrida em 1962 no rio Selho, não chegaria posteriormente a recuperar da catástrofe, preservando no entanto um importante acervo de equipamento fabril de diferentes épocas. Por esse motivo, terá sido destinada a instalação ali, de um futuro Museu Industrial”, sem concretização até hoje. E é imbuído deste clima industrializado, que nasceram inúmeras empresas têxteis que ainda hoje são grandes potências económicas, locais, regionais e nacionais. A Coelima, fundada em 1922, é uma das grandes referências, na Vila de Pevidém. Parte integrante do património industrial do Vale do Ave, a empresa começou a funcionar apenas “com um tear manual e o sonho de um homem”. Ao converter-se em realidade, a Coelima assume-se como uma das maiores e melhores fábricas de têxtil da Europa. Resultando da junção dos nomes Coelho e Lima, esta unidade fabril dedica-se à fiação, tecelagem e acabamentos, tendo chegado noutros tempos a ter milhares de trabalhadores e papel muito activo na dinamização de actividades culturais e desportivas próprias (orfeão, ciclismo, andebol, voleibol, entre outras). Semelhante processo teve outra das grandes empresas de indústria têxtil na vila, a Lameirinho. Existente desde 1948, este negócio geracional está hoje presente no mercado dos 5 continentes do mundo, afigurando-se como uma empresa global.
 
 
Receba
as novidades
no seu e-mail
nome:
e-mail:
Vale do Minho Vale do Lima Vale do Cávado Vale do Ave e Terras de Basto
Contactos | Mapa do site
Copyright © 2008 A Nossa Terra. Todos os Direitos Reservados Desenvolvido por: Direnor